Óscares 2018 | Red Carpet

Adoro cinema, adoro os óscares e desde pequena que fazia de tudo para assistir do início ao fim à entrega dos prémios. O mais difícil era convencer a minha mãe a deixar-me fazer (quase) uma direta antes de um dia de escola. Eu acho que lhe peguei o entusiasmo e acabávamos por assistir as duas (sem que o meu pai percebesse), mesmo sabendo que no outro dia passava na tv o resumo com os momentos mais importantes. Mas não era a mesma coisa.

Hoje em dia passo os primeiros momentos desta noite com a “família” do canal E!, onde comento a passadeira vermelha. E é sobre os vestidos que passaram na red carpet que vos vou falar hoje, principalmente sobre os meus preferidos.

Ora vamos lá então.

Jane Fonda in Balmain.
Photo Getty Images

A melhor. Tudo aqui é bom gosto, elegância, frescura e charme. E tudo isto numa senhora com 80 anos. Ninguém acredita. Eu não acredito.

Nicole Kidman in Giorgio Armani

Não me lembro de alguma vez a ter visto mal vestida ou perto disso. Ou é o bom gosto ou se calhar ela tem o poder de transformar tudo o que veste. Nao me admirava. Nicole is a goddess.

Allison Janney in Reem Acra, Forevermark jewelry, and with a Roger Vivier bag
Photo: Getty Images

Ver a Alisson Janney nos Óscares depois de a ter visto no filme I, Tonya, ficamos meio que trocados. Eu tive olhar duas vezes para perceber que eram a mesma pessoa. Levou para casa o Óscar de melhor atriz secundária e deveria levar outro como a rainha da red carpet (ela brilha todos os anos). Acho que se fosse convidada para os óscares (sou uma sonhadora incorrigível) ia assim. Lady in red.

Elisabeth Moss in Dior
Photo: Getty Images

Este vestido é maravilhoso. E daria, na minha opinião, um lindo vestido de noiva também. Mas não foi a escolha mais certa para a atriz Elisabeth Moss. Há qualquer coisa ali que não funciona bem, não sei se na parte da cintura ou dos ombros. Ainda assim, não está mal de todo e reflete a graciosidade e doçura da atriz. Vi-a a primeira vez na série Mad Men, mas foi na série Handmaids Tale que Elisabeth Moss ficou no meu coração (a serie ganhou este ano globo de ouro como melhor série dramática. By the Way, a série é brutal e é um ode à força e ao poder feminino. Vejam).

Thimotée Chamalet in Berluti
Photo: Getty Images

Adorei adorei adorei. É verdade que o miúdo é giro que se farta e duvido que alguma coisa lhe fique mal, mas este branco total caiu-lhe que nem uma luva. Nomeado para o Oscar de melhor ator pelo filme Call me by your Name, Timothée Chamalet não levou o Óscar mas já conquistou Hollywood e o público.  Já agora, vale a pena verem o filme mas relembro que não é para todos. Pode chocar ou não. A música é linda, os cenários fazem-nos ansiar pelas tardes solarengas de verão no campo e com banhos no rio (a mim fez-me lembrar a minha infância).

Lupita Nyong’o in Versace
Photo: Getty Images

Além do vermelho e branco total, os metálicos foram também presença assídua na grande noite do cinema. A minha preferida foi, sem dúvida, a atriz Lupita Nyong’o, que desfilou num longo vestido dourado da Versace, com detalhes de inspiração africana. Ela sabe, melhor que ninguém, tirar partido do seu tom de pele e aparece sempre assim, deslumbrante.

Salma Hayek in Gucci
Photo: Getty Images

Não me conformo. Não dá. Uma das atrizes mais bonitas de sempre aparece assim, num vestido que eu própria não consigo descrever de tão mau que é. A sorte é que ela é bonita de qualquer maneira. Ai Salma, Salma.

Emma Stone in Louis Vuitton

Adoro o conjunto, fica-lhe bem, é sexy e glamoroso mas não para e levar aos Óscares. E ela que vai sempre tão linda e princesa.

SHARE:
0 comments so far.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


*